Artesanato da Amazônia ganha visibilidade no maior festival de artes integradas da região Norte

Artesanato da Amazônia ganha visibilidade no maior festival de artes integradas da região Norte

A identidade cultural que define o povo amazonense ganha um espaço especial no festival “#SouManaus Passo a Paço 2023”, promovido pela Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), que acontece nos dias 5, 6 e 7/9, no centro histórico da cidade, gratuito ao público.

A Feira de Artesanato envolve 42 empreendedores, divididos em 14 estandes por dia, com a expectativa de impulsionar a economia, proporcionando aos empreendedores a oportunidade de apresentar seus produtos e, ao mesmo tempo, contribuir para o aumento da renda familiar.

Um dos estandes mais visitados oferece a arte de grafismo indígena, carregado da beleza ancestral, em uma pintura corporal que recria as artes dos povos originários das etnias Tikuna e Kokama. A tinta é sustentável, feita do jenipapo, e fica cerca de 15 dias na pele.

“O espaço é maravilhoso e fui atraído pela curiosidade, estou pintando aqui um grafismo inspirado na cobra jiboia, que representa a força e a resistência. O festival está maravilhoso, é o melhor de todos os tempos”, elogia o farmacêutico Sérgio Murilo de Azevedo.

Originalidade em produtos exclusivos, que vão desde artigos feitos à mão com materiais reciclados, madeira, casca de árvore, sementes e fibras da floresta, até objetos confeccionados em couro.

Dona de um estande de joias fabricadas em couro de cobra, peixes e jacaré, a artesã Glauria Montemurro criou uma coleção exclusiva para o festival. “Eu criei uma coleção que leva o nome #SouManaus, porque realmente foi pensada para esse evento. No ano passado, eu participei e tive excelentes resultados. É um evento que traz visibilidade para o empreendedor, por ser uma vitrine para apresentar nossos produtos,” afirmou.

A dona de casa Fabrícia de Souza, de 40 anos, veio com o esposo e os dois filhos, e destacou a importância da integração do artesanato ao festival na valorização dos profissionais locais.

“É o segundo ano que a gente vem, nos divertimos muito e agora vimos fazer umas comprinhas na feira de artesanato. A feira dá oportunidade para várias pessoas mostrarem seus talentos com matéria-prima da terra”, concluiu Fabrícia.

Ao todo, o festival “#Sou Manaus 2023” conta com 77 artistas musicais regionais, e serão beneficiados mais de 600 trabalhadores da cultura local, mais de 160 trabalhadores da cenografia do evento, 75 artesãos e 200 manipuladores de alimentos, gerando mais de 5 mil empregos diretos e indiretos na preparação e operação do evento.

— — —

Texto – Valesca Martins / Semcom
Fotos – Márcio Melo / Semcom
Disponíveis em – https://flic.kr/s/aHBqjATRJz