Artistas locais abrem primeira noite do palco Caboquinho e mostram representatividade cultural

Artistas locais abrem primeira noite do palco Caboquinho e mostram representatividade cultural

A primeira noite do ‘#SouManaus Passo a Paço 2022’, neste sábado, 3/9, foi marcada por grandes shows regionais no palco Caboquinho, localizado no terminal de cargas ao lado do mercado municipal Adolpho Lisboa. As bandas Gang do Forró e a cantora Márcia Novo foram os responsáveis pela abertura da grade de apresentações no palco do maior evento de artes integradas da região Norte do país. 

Nesta edição, o ‘#SouManaus’ conta com uma line-up regional diversificada com a participação de artistas de vários estilos musicais buscando reforçar o legado de valorização da cultura local e o respeito às diversidades.

Quem deu o pontapé inicial no palco Caboquinho por volta das 17h, neste sábado, foi a banda Gang do Forró. No cenário local há mais de 16 anos, o grupo colocou o público para dançar muito forró pé de serra durante uma hora de apresentação. Claudinho Dias, um dos vocalistas da banda, agradeceu a participação no evento.

“É uma honra bem grande participar de um evento desse porte, que reúne todas as tribos de música, de artes em geral. Nós abrimos o primeiro dia e é sempre bom enaltecer a cultura local porque nós geramos emprego e entretenimento o ano todo. Parabéns a Prefeitura de Manaus, a Manauscult e todos os envolvidos para a realização desse grande evento”, disse o cantor.

Em seguida, a cantora amazonense Márcia Novo, tomou o palco com uma apresentação cheia de identidade e de música da Amazônia. Com uma carreira consagrada de quase 20 anos, a artista acumulou mais uma apresentação no festival e prometeu muita “pavulagem” na sua apresentação. Vestida com as cores da bandeira do Amazonas, ela também destacou a importância da valorização dos artistas regionais.

“A gente vai abrir o show com clássicos e hits, o público vai se emocionar com a abertura. É sempre um desafio tocar aqui e esou feliz. É importante tocar no palco igual ao Caboquinho, que acaba agregando com outros públicos que às vezes não conhece o nosso trabalho e acaba se apaixonando. Eu tenho que nascer no Passo a Paço e agora #Sou Manaus, estou muito feliz com a mudança no nome que tem a nossa cara. E aguardem porque vai ter muita pavulagem.”, adiantou Márcia Novo.

Os shows apresentados foram aprovados por quem escolheu o palco Caboquinho para prestigiar a primeira noite do ‘#SouManaus Passo a Paço 2022’. É o caso da professora Bernadete Oliveira, que levou a família e amigas para aproveitar o evento.

“A gente veio prestigiar Márcia Novo, Double You e os outros artistas da nossa terra. O Passo a Paço é um evento cultural para todo amazonense. Eu gostei de tudo, desde decoração até os shows. Tudo lindo e organizado, parabéns”, afirmou a professora.

A universitária Regiane Fonseca chegou cedo no palco Caboquinho e dançou muito. Ela que veio a primeira vez no festival, também trouxe a família e gostou da experiência.

“E a primeira no festival e a gente foi uma das primeiras a chegar aqui devido ao trânsito. As minhas filhas queriam vir prestigiar esse evento e adoramos tudo. Quem não veio, venha participar, venha prestigiar este festival lindo da Prefeitura de Manaus, que está delicioso assistir esses shows maravilhosos aqui, vem para cá!”, convidou Regiane.

O público presente no palco Caboquinho não ficou um minuto parado. Isso porque os intervalos das apresentações dos artistas, foi comandado pela DJ Rafa Militão que levou o melhor da música eletrônica para o espaço.


Texto – Hellen Miranda / Semcom
Fotos – Antônio Pereira / Semcom
Disponíveis em – https://flic.kr/s/aHBqjA5BoG