Prefeitura inicia pré-seleção de artistas locais para o ‘#SouManaus – Passo a Paço 2023’

Prefeitura inicia pré-seleção de artistas locais para o ‘#SouManaus – Passo a Paço 2023’

A Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), com o objetivo de reforçar o legado de valorização da cultura local e o respeito às diversidades, iniciou, nesta quarta-feira, 21/6, a pré-seleção de artistas locais para o maior festival de artes integradas do Norte do país, o “#SouManaus – Passo a Paço 2023”.

A pré-seleção é feita por uma comissão interna composta por técnicos do departamento de cultura e eventos da Manauscult, por meio da avaliação critério-referenciada, que leva em consideração os critérios objetivos e subjetivos, além de serem condizentes com a experiência e estilo musical que a organização está preparando para cada um dos quatro palcos.

O diretor-presidente da Manauscult, Osvaldo Cardoso, explica que, após a conclusão desse processo de pré-seleção, vai submeter a lista ao Comitê Gestor Estratégico Municipal (CGEM) do prefeito David Almeida para que juntos possam definir os nomes que integrarão a line-up oficial do megaevento.

“A determinação do prefeito David Almeida é que o festival posicione a capital na rota dos megaeventos turísticos do país e que valorize os talentos da terra. Para isso, estamos fazendo um trabalho sério e criterioso, para contemplarmos o maior número possível de artistas locais. E o grande diferencial dessa edição é que estamos buscando ampliar a visibilidade desses talentos para além de seu gênero, por meio de featuring, mais conhecido como ‘feat’, com as atrações nacionais que irão compor a line-up”, explicou Osvaldo Cardoso.

A curadoria inicia na avaliação dos portfólios, que contêm recortes de jornais comprovando trajetória, redes sociais e plataformas digitais com números de ouvintes mensais, visualizações e compartilhamentos. Os estilos musicais são os mais variados, entre brega, forró, sertanejo, cristão, pop, rock, eletrônico, hip-hop, indie rock, funk, rap, pagode, samba e outros ritmos.

— — —

Texto – Emanuelle Baires / Manauscult
Foto – Oliveira Júnior / Manauscult