Prefeitura realiza 60 atendimentos de saúde durante a primeira noite do festival ‘#SouManaus Passo a Paço 2022’

Prefeitura realiza 60 atendimentos de saúde durante a primeira noite do festival

A Prefeitura de Manaus realizou 60 atendimentos de saúde durante a primeira noite do festival “#SouManaus Passo a Paço 2022”, neste sábado, 3/9. Os atendimentos foram realizados na unidade de saúde temporária, montada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), que irá funcionar durante os quatro dias do evento.

De acordo com a assessora técnica da Subsecretaria de Gestão da Saúde, enfermeira Aldeniza Araújo, que integra a equipe de coordenação dos trabalhos no evento, todos os atendimentos foram de casos leves, como mal-estar decorrente do calor e do cansaço e por falta de hidratação e alimentação adequadas.

“A maior parte do atendimento foi de jovens, todos com quadros leves, que receberam assistência e, em seguida, foram liberados para voltar aos shows”, explica Aldeniza. Segundo ela, apenas cinco pessoas precisaram ser removidas para unidades de saúde para dar continuidade à assistência médica.

A remoção foi feita pelo Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu 192), que integra a estrutura de saúde do #SouManaus com cinco ambulâncias de prontidão.

“Dos pacientes removidos, dois foram para o Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, dois para o Serviço de Pronto-Atendimento (SPA) Zona Sul e um para o Centro de Saúde Mental do Amazonas”, detalha a diretora em exercício de Rede Pré-hospitalar Móvel, Claudia Teixeira.

Estrutura

A secretária municipal de Saúde, Shádia Fraxe, que acompanhou pessoalmente o início dos trabalhos na primeira noite do #SouManaus, lembra que disponibilizar esse atendimento de saúde foi uma prioridade da Prefeitura de Manaus.

“Como se trata de um grande evento, com circulação de muitas pessoas, ocorrência em saúde são esperadas e precisamos estar preparados, por isso, disponibilizamos esse ambulatório dentro do ambiente do festival, para que as pessoas possam receber o atendimento imediato”, salienta a secretária.

A unidade de saúde temporária instalada nas proximidades do palco Tucupi tem capacidade para atender pessoas com traumas leves, como cortes e quedas, mal-estar, tontura, desidratação, vômitos e também os que excedem no consumo do álcool e necessitam de atendimento médico. O atendimento é realizado por uma equipe de quase 40 profissionais, entre médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem.

Além da unidade de saúde, a Semsa também está disponibilizando cinco ambulâncias que serão utilizadas nos casos mais complexos em que os pacientes necessitem de remoção para uma unidade de saúde. “São ambulâncias de suporte básico e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI)”, explica Shádia Fraxe.

A secretária orienta que os participantes do evento estejam bem hidratados e alimentados e que evitem o excesso de álcool, para que possam curtir o festival sem nenhuma intercorrência médica.


Texto – Francismar Lopes/Semsa e Andréa Arruda/Semsa
Fotos – Elienai Emanuel/Semsa e Antônio Pereira/Semcom (palco)