Prefeitura realizou 71 atendimentos de saúde na primeira noite do festival

Prefeitura realizou 71 atendimentos de saúde na primeira noite do festival

Na primeira noite do “#SouManaus Passo a Paço 2023”, na terça-feira, 5/9, a Prefeitura de Manaus contabilizou 71 atendimentos prestados pelas equipes de saúde em atuação no festival, sem registro de casos graves. Nos três dias do evento, das 16h até o fim da programação, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) está mantendo à disposição do público uma unidade de assistência à saúde, além de equipes do Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu) e da Vigilância Sanitária municipal (Visa Manaus).

No total, foram 71 pessoas atendidas da noite da terça-feira até as primeiras horas da quarta, 6/9, na unidade de assistência da Semsa Manaus e nas estruturas do Samu 192. Três pessoas que necessitaram de atendimento hospitalar foram removidas pelo serviço móvel para o Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto. 

“Não houve registro de casos graves, sendo a maioria dos atendimentos de pessoas com queda de pressão arterial, desidratação, hipoglicemia ou pequenos ferimentos”, explica a subsecretária municipal de Gestão da Saúde em exercício, Aldeniza Araújo.

De acordo com a subsecretária, 60 profissionais de saúde da Semsa estão atuando em cada dia do #SouManaus Passo a Paço 2023. Nos moldes do suporte oferecido nos anos anteriores, além da unidade de assistência montada próximo do palco Bradesco – Guardião da Amazônia, com enfermeiros, médicos, técnicos de enfermagem e servidores administrativos, cinco ambulâncias do Samu, sendo três unidades de suporte básico, uma de suporte avançado (UTI) e uma ambulancha, asseguram a remoção de pessoas que necessitarem de atenção de maior complexidade.

Por sua vez, os profissionais da Visa Manaus atuam para reforçar a vigilância sanitária, realizando inspeção nos pontos de venda de alimentos em toda a extensão do festival, para avaliar aspectos como o asseio e a segurança estrutural dos estabelecimentos, armazenamento, manipulação e a conservação adequada de comidas e bebidas, com o objetivo de minimizar os riscos à saúde do público.

— — —

Texto –  Divulgação / Semsa
Fotos – Artur Barbosa / Semsa